Há uma linha de Bulat Okudzhava: "coroa azul, tronco vermelho, tilintar de cones verdes".